Teve início a primeira etapa de vacinação contra Febre Aftosa 2021

8



 


Iniciou no dia 3 de maio a primeira etapa da Campanha contra Febre Aftosa 2021. Segundo a Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri), vinculada da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), até o dia 01 de junho cerca de 2,7 milhões de bovinos e bubalinos em todo o Estado devem ser vacinados.


 


Atualmente, a agência trabalha em parceria com os criadores para o Estado alcançar o status de Zona Livre da Febre Aftosa sem Vacinação.”Faço um apelo a todos os produtores que vacinem seu rebanho contra a febre aftosa. Esse status é um importante ganho para os nossos produtores que vão poder comercializar em todo o território brasileiro. Isso aquece a economia do nosso Estado”, destaca Vilma Freire, presidente da Adagri.


 


“Diante da importância do isolamento social, o criador deve usar o Portal do Produtor (no site da Adagri) para declarar a vacinação. Não havendo essa possibilidade, ele deve se dirigir a um Núcleo Local da Adagri ou em um dos escritórios parceiros em seu município”, recomenda Amorim Sobreira, Diretor de Inspeção e Fiscalização da Adagri. O funcionamento é entre das agências é entre 8 e 14 horas.


 


São parceiros da campanha: a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC/Senar), Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece) e as secretarias municipais de agricultura.


 


O coordenador do Programa de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa da Adagri, Joaquim Barros, também reforça que mesmo com as medidas adotadas de isolamento social, as revendas estão autorizadas a vender a vacina. “Devemos salientar a atenção do criador em não deixar para vacinar de última e assim evitar aglomerações tanto nas revendas como no ato da declaração quando não for possível fazer virtualmente”, finaliza.


 


Mais informações no site da Adagri (Clicando AQUI), ou pelo telefone: 0800-280-0410.


 


Fonte: Informações da Adagri