Reflexão sobre o Tempo Comunidade marca início do 2º módulo da Turma Nacional da ENFOC

5


A VI Turma do Curso Nacional de Formação em Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário da ENFOC retornou para o 2º módulo bem motivada e disposta, fazendo uma profunda reflexão sobre a vivência do Tempo Comunidade, destacando as dificuldades, as iniciativas e as aprendizagens. Nesse ano, o Tempo Comunidade contou com o uso das tecnologias a partir da ferramenta da plataforma digital “Moodle”.


 


Nesse Tempo Comunidade são realizadas várias atividades. Os educandos e educandas fizeram reuniões nos territórios e nas comunidades, pesquisa sobre a história do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, de cada Federação e dos espaços onde estão atuando, conversaram com as pessoas, apresentaram a Escola Nacional de Formação da CONTAG (ENFOC) e, além disso, se encontraram no ambiente virtual para trocar impressões sobre os textos que leram, postar opiniões, debater o momento da conjuntura política vivida no País, dentre outras trocas de informações.


 


“Estamos usando a tecnologia para trazer mais qualidade para o Tempo Comunidade e aquecer mais o processo formativo deles e delas”, explica o secretário de Formação e Organização Sindical da CONTAG, Juraci Souto.


 


A partir de apresentações criativas, com jogral, cartazes e teatros, os grupos destacaram suas experiências no Tempo Comunidade e no processo formativo iniciado há três meses, ressaltando que estão encarando com muita responsabilidade esse processo de transformAÇÃO.


 


Uma das dificuldades relatada, mas já esperada, diz respeito à dificuldade de acesso à internet por alguns educandos e educandas, principalmente pelos que residem e trabalham em locais mais afastados dos grandes centros.


 


Palavras como união, resistência e perseverança também foram destacadas pelos grupos, já demonstrando que o processo de transformAÇÃO já foi iniciado e que a vontade de avançar na luta e na ação sindical pulsa cada vez mais forte dentro de cada um e de cada uma.


 


Segundo a educanda Milena Camelo, do Ceará, uma das dificuldades que enfrentou foi em relação à organização do tempo para dar conta da militância, da atuação no MSTTR e das atividades da Escola. “Quando somos dirigentes sindicais e estamos em um processo de formação como a etapa nacional da ENFOC, requer uma forma nova de organizar o seu tempo. Então, eu e tantos outros educandos e educandas tivemos que reformular o nosso tempo, priorizar algumas ações e deixar outras de lado para ter um tempo suficiente para realizar as nossas atividades da ENFOC. O texto sobre patriarcado que eu li para uma das atividades no Tempo Comunidade me ajudou muito na jornada sindical em uma atividade que tive que fazer com as mulheres. O Tempo Comunidade foi riquíssimo. Chegamos em casa e não deixamos o livro guardado na estante, ficamos lendo os textos, entrando na plataforma para rever os conteúdos para ficar antenados para chegar aqui e dar o nosso show diário”.


 


O 2º módulo do Curso Nacional da ENFOC será realizado de 8 a 15 de agosto, em Brasília, tendo como eixos pedagógicos Memória, Identidade e Pedagogia para uma Nova Sociabilidade.


 


Neste período, também será realizado o Seminário Internacional: movimentos sociais e educação popular na América Latina, de 12 a 14 de agosto, e a celebração dos 10 anos da ENFOC como um lugar de transformAÇÃO política.


 


“Portanto, os pontos altos deste 2º módulo são a disposição e animação com que chegam os educandos e educandas para mais aprendizado e troca de saberes, a presença maciça, a realização do Seminário Internacional e a celebração dos 10 anos da ENFOC”, destacou Juraci, bem entusiasmado para mais uma etapa.


 


 


FONTE: Assessoria de Comunicação CONTAG – Verônica Tozzi