ONU estabelece 2020 como Ano Internacional da Sanidade Vegetal

7


 


 


A Organização das Nações Unidas (ONU) todos os anos, desde 1957, escolhe um ou mais temas para protagonizar uma campanha que durará o ano inteiro. Um dos temas mais marcantes registrados nos últimos períodos foi o Ano da Agricultura Familiar, em 2014, que posteriormente se desdobrou na Década da Agricultura Familiar, declarada cinco anos depois. O tema escolhido para este ano também está fortemente associado à agricultura familiar: 2020 é o Ano Internacional das Nações Unidas para a Sanidade Vegetal (AISV).


 


A ideia por trás da escolha deste assunto é aumentar a conscientização mundial sobre a importância de proteger a sanidade das plantas como uma boa estratégia para erradicar a fome, e também reduzir a pobreza, proteger o meio ambiente e impulsionar o desenvolvimento econômico, conforme explicado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) na ocasião do lançamento do ano, no último dezembro, durante o Conselho da FAO.


 


A Organização apresenta dados que as plantas constituem 80% dos alimentos consumidos em todo o mundo, e que até 40% dos cultivos alimentares, a nível mundial, se perdem devido a pragas e enfermidades nas plantas. O desperdício e o prejuízo financeiro causado por essas perdas é enorme, principalmente para as comunidades rurais pobres que dependem dos ingressos derivados dessas produções, agravando ainda mais o problema da fome no mundo. O tema se torna ainda mais atual e importante quando temos questões como as mudanças climáticas e as atividades humanas que alteram os ecossistemas, criando condições propícias para a proliferação de pragas e doenças. “As plantas são a base fundamental da vida na Terra e são o pilar mais importante da nutrição humana. Mas ter plantas saudáveis não é algo que podemos dar como certo”, comentou o Diretor Geral da FAO, Qu Dongyu, ao apresentar o tema no Conselho.


 


FONTE: Assessoria de Comunicação COPROFAM – Gabriela Ávila