Margaridas se eternizam

6


Todas e todos que fazem a luta da CONTAG, Federações, Sindicatos filiados, Delegacias Sindicais de Base e Organizações parceiras da Marcha vêm prestar homenagem as companheiras Maria Pureza dos Santos Nascimento, Maria Ozenira Cardoso  Araújo e Izabel Gonçalves dos Santos, que se eternizaram fazendo a luta por um Brasil com Democracia, Justiça, Liberdade, Autonomia e Igualdade durante as ações da 5ª Marcha das Margaridas  que aconteceram nos dias 11 e 12 de agosto em Brasília-DF.


 


 


Um pouco das nossas eternas Margaridas  


 


Maria Ozenira Cardoso Araújo tinha 44 anos e ingressou no MSTTR em 1992 quanto se associou no sindicato de Monsenhor Gil-PI. Maria Ozenira foi militante presente nos Gritos da Terra Brasil e Piauí. Também participativa ativamente de outras ações do MSTTR no estado, a exemplo da Marcha das Margaridas 2015 no PI. 


 


Maria Pureza dos Santos Nascimento é de Japaratuba no Sergipe e tinha 62 anos de idade, dos quais boa parte os dedicou à luta pelos direitos das trabalhadoras e trabalhadores rurais.  Ativa nas ações do MSTTR, Maria Pureza já havia participado de 3 edições da Marcha das Margaridas  e de Gritos da Terra Brasil e Sergipe.


 


Izabel Gonçalves dos Santos tinha 54 anos e grande vivência pela causa dos povos da floresta no Pará. Atualmente estava presidenta do STTR de Salva Terra-PA, município onde chegou a ser eleita vice- prefeita


.   


A elas nossa eterna homenagem. Aos familiares, amigas (os), companheiras (as) de luta nossos mais profundos sentimentos.


 


Vale ressaltar que as três companheiras foram prontamente atendidas e que durante toda as ações da Marcha das Margaridas, tanto no estádio Nacional Mané Garrincha quanto na caminhada na Esplanada dos Ministérios, a CONTAG e Organizações Parceiras da Marcha, disponibilizaram para as Margaridas, um posto de saúde avançado, três postos básicos e cinco ambulâncias. Ao todo foram mais de 80 profissionais de saúde que estiveram 24h fazendo os atendimentos às mulheres durante a Marcha.


     


Direção da CONTAG e Organizações parceiras da Marcha das Margaridas


 


 


Maria, Maria 


 


‘É o som, é a cor, é o suor 


É a dose mais forte e lenta 


De uma gente que ri quando deve chorar…


 


Mas é preciso ter força 


É preciso ter raça 


É preciso ter gana sempre 


Quem traz no corpo uma marca…


 


Quem traz na pele essa marca 


Possui a estranha mania 


De ter fé na vida’


 


 


 


FONTE: Assessoria de Comunicação CONTAG- Barack Fernandes