Fetraece inicia 22º Grito da Terra Brasil – Ceará

5



 


A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece) iniciou nesta segunda-feira (08) as atividades do 22º Grito da Terra Brasil no Ceará, que seguirão até o dia 19 de agosto. Na manhã desta segunda-feira, uma comissão da Fetraece foi recebida no Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), onde foram apresentados pontos de pauta relacionados ao órgão federal.


 


O Grito da Terra Brasil é uma ação anual e de mobilização nacional do movimento sindical rural brasileiro, organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), as Federações e os Sindicatos. Tradicionalmente o Grito da Terra ocorre com negociações das reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras durante manifestação, seja ela unificada em Brasília-DF ou simultânea nos estados. Mas este ano a estratégia é montar comissões representando os agricultores e agricultoras familiares e então realizar audiências com os mais diversos órgãos estaduais e federais. Ao fim dos onze dias de negociações será apresentado um balanço. Mais de 100 dirigentes sindicais de todas as regiões do Ceará estão na Fetraece, em Fortaleza, para compor as equipes de trabalho.


 


“Estamos marcando audiências com diversos órgãos para apresentar as reivindicações dos agricultores e agricultoras familiares cearenses, a grande maioria relacionada ao problema hídrico que vivemos. Mas também existem reivindicações sobre educação, saúde, segurança, entre outras. Entre as audiências solicitadas, está uma com o governador Camilo Santana”, relata Luiz Carlos Ribeiro Lima, presidente da Fetraece.


 


 


Assessoria de Comunicação da Fetraece


Foto e texto: Janes P. Souza