Cordel: Saudades em movimento por Mailson Bezerra

7


 


 


 


Bom dia meus companheiros 


Peço um pouco de atenção 


Feche os olhos um momento 


Controle a respiração 


E se sinta abraçado 


Pense que eu tô do seu lado 


Mesmo sem pegar sua mão


Distantes fisicamente 


Saiba que eu estou presente 


Dentro do seu coração


 


 


Imagine a sala cheia 


Pense em cada companheiro 


Lembrem dos nossos encontros 


Cada sorriso ligeiro 


O calor de cada abraço 


Cada luta, cada passo


Desse amor tão verdadeiro


 


Lembre da sua família 


Sinta os que estão distante 


O cheiro da comida da vó 


Seu abraço aconchegante 


Reviva em sua memória 


Os capítulos da sua história 


E cada ponto marcante 


 


Lembre agora dos companheiros 


Que vieram a nos deixar 


Saiba que eles estão bem 


Estão em um bom lugar 


Subiram pro céu com os anjos 


E de lá vão nos cuidar


Foi deus que precisou deles 


E eles foram ajudar 


 


 


Lembrem também das nossas lutas


E do que representamos 


Do agricultor da agricultora 


Desse povo que amamos 


E toda dificuldade 


Que por eles superamos


 


Cada pé que pisa o chão 


Sabe o que ele representa


E nessa nova jornada 


O desafio só aumenta 


Mais iremos resistir 


Vamos juntos construir 


Uma forma a gente inventa 


 


Eu sei que a barra é pesada 


E nos pede paciência 


Mais nós temos que ser fortes


E mostrar resiliência 


Não podemos desanimar 


Temos que continuar 


Pois nois somos resistência 


 


 


Vamos lá meus companheiros


O campo tem que pulsar


Sempre de forma segura 


Não podemos nos arriscar 


Nesse momento quem diria


Que a prova de amor seria 


O amigo não abraçar


 


Agora pra encerrar 


E amarrar está corrente 


A todos os companheiros


Temos que seguir em frente 


O movimento social 


Do trabalhador rural 


Está aqui, está presente.


 


 


Autor: Mailson Bezerra (jovem agricultor familiar do município de Apuiarés)