CONTAG realiza primeira jornada de monitoramento e avaliação da Campanha Nacional de Sindicalização: Sindicato de Portas Abertas

11
CONTAG realiza primeira jornada de monitoramento e avaliação da Campanha Nacional de Sindicalização “Sindicato de Portas Abertas”
Nos dias 6, 7 e 8 de julho foi realizada a primeira jornada de Oficinas de monitoramento das ações da Campanha Nacional de Sindicalização “Sindicatos de Portas Abertas”. O objetivo foi apresentar a proposta de monitoramento e avaliação da Campanha, estabelecer acordos e compromissos e avaliar as ações desenvolvidas até o momento.
A metodologia adotada pela CONTAG foi dividir em três grupos para que fosse possível fazer uma boa escuta e um bom debate com a participação de todos e todas. No dia 6, participaram os estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco e Piauí. No dia 7, os estados de Alagoas, Espírito Santo, Goiás, Pará, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe. No dia 8, aconteceu com os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Tocantins e São Paulo.
O público prioritário foi a Diretoria ampliada, assessoria, funcionárias(os) das Federações; coordenadores(as) e assessores(as) Regionais da CONTAG; coordenadores (as) e assessores(as) de Polos e Regionais Sindicais; dirigentes, lideranças e funcionários(as) dos Sindicatos e Delegacias Sindicais responsáveis diretos pelas ações da campanha; Comissões Estadual e/ou Municipais de Mulheres; Comissão Estadual da Juventude; Coletivo Estadual da Terceira Idade; Rede de Educadores e Educadoras Populares; e Rede Nacional de Comunicadores e Comunicadoras Populares.
“Ao longo desses três dias, a CONTAG vivenciou um bom momento de escuta sobre a realidade dos estados, principalmente em tempos de pandemia, as ações realizadas, os desafios, as estratégias de enfrentamento e resultados obtidos até o momento. Foi uma experiência fantástica ver que as Federações e Sindicatos abraçaram a Campanha Nacional de Sindicalização e ver que estamos no caminho certo”, avaliou o secretário de Finanças e Administração da CONTAG, Juraci Souto.
Nessa escuta, foi possível identificar como avanços o aumento no número de sindicalizados(as), de adesões dos Sindicatos ao SisCONTAG e ao Fundo de Amparo Social, ampliação de STTRs como emissores de Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), investimento em comunicação, entre outras ações e avanços.
Como desafios, a maioria apontou que a pandemia tem prejudicado o avanço no trabalho de base, mas que estão se adequando com a realização de reuniões e jornadas formativas por plataforma virtual, utilização de redes sociais, programa de rádio, contato por WhatsApp, panfletagem, por exemplo.
A CONTAG apresentou a proposta de indicadores de monitoramento e avaliação e repactuação de metas e prazos da campanha, bem como o calendário das próximas oficinas. “Essa proposta foi aprovada por todas as Federações. Estamos bem animados com a Campanha e pelos resultados que já estão sendo alcançados. Sabemos que alguns estados e municípios precisam de apoio, mas juntos somos mais fortes e vamos fortalecer ainda mais a agricultura familiar e o movimento sindical”, avaliou a secretária de Políticas Sociais da CONTAG, Edjane Rodrigues.