CONTAG participa do lançamento da Década da Agricultura Familiar na sede da ONU, em Nova Iorque

9


 


A CONTAG levou as expectativas e anseios dos agricultores e agricultoras familiares para mais um lançamento da Década da Agricultura Familiar (2019-2028), dessa vez nos Estados Unidos. Nesta terça-feira, dia 16, governos, organizações da agricultura familiar e agências multilaterais se reuniram na sede da ONU, em Nova Iorque, para celebrar o compromisso assumido por todos em prol do desenvolvimento da agricultura familiar mundial para os próximos dez anos. Em especial pela FAO, agência da ONU para Alimentação e Agricultura, e pelo FIDA, Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola, ambos responsáveis pela implementação da Década, conforme a resolução assinada pela ONU.


 


A CONTAG foi representada na cerimônia pelo vice-presidente e secretário de Relações Internacionais, Alberto Broch, que também representou a CONTAG e o Fórum Rural Mundial. Broch foi convidado a discursar em nome dos agricultores familiares, que são protagonistas na Década, junto aos representantes das organizações Via Campesina Mundial e a Organização Mundial de Agricultores (OMA).


 


Neste momento, Broch ressaltou o potencial estratégico da agricultura familiar de contemplar pelo menos 121 metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, e pautou algumas das ações que precisam caminhar para que o setor consiga se desenvolver e cumprir essas metas na prática.


 


A criação de comitês nacionais e espaços políticos de diálogo, o fortalecimento das organizações que representam a agricultura familiar e o investimento de recursos no setor foram alguns dos compromissos que Broch demandou dos presentes em sua mensagem. Ao final, abordou também o compromisso dos agricultores:


 


“Nós, agricultores e agricultoras familiares, reafirmamos nosso compromiso de participar de todo o processo de implementação da Década, colaborando, como protagonistas, desde nossas bases com conhecimentos e saberes tradicionais que tanto contribuem para a reprodução de sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis para gerar segurança e soberania alimentar e nutricional, e desenvolvimento sustentável; e para combater a fome, a pobreza e as mudanças climáticas”.


 


Em nome da FAO e FIDA, o diretor geral da FAO, José Graziano da Silva, comunicou em seu discurso sobre os primeiros esforços das duas agências pelo êxito da Década, e os próximos passos necessários. “FAO e FIDA já estabeleceram um fundo financeiro com múltiplos doadores, e parte inicial deste dinheiro já está sendo usado para promover um melhor diálogo e intercâmbio entre os agricultores sobre políticas públicas. Um próximo trabalho é que os atores envolvidos desenvolvam Planos de Ação Nacionais, baseados no Plano de Ação Global já aprovado, para que as agências possam entender melhor as demandas e processos de cada país “, disse ele em seu discurso na cerimônia de lançamento.


 


OUTRAS AGENDAS


 


Para além do ato político, a CONTAG teve também outras agendas em Nova Iorque. Também no dia de ontem foram realizadas três reuniões do dirigente: a primeira com o próprio José Graziano, da FAO, a segunda com o presidente mundial do FIDA, e a última do dia com o embaixador da Costa Rica, país que liderou a campanha pela aprovação da Década.


 


A pauta geral discutida nas agendas com as organizações foi como elas podem ajudar, com recursos técnicos e financeiros, a promover novos lançamentos nacionais, a criar estruturas para a agricultura familiar em todos os países e a colaborar com o convencimento dos governos no sentido do fortalecimento das políticas públicas para melhorar a vida e as condições de trabalho dos agricultores e agricultoras familiares de todo o mundo.


 


FONTE: Correspondente da COPROFAM – Gabriella Avila. Edição: Comunicação da CONTAG.