Avaliação: Plenárias Regionais – 13º Congresso da CONTAG

9


 


Nesta semana foram concluídas as Plenárias Regionais (Norte, Centro-Oeste, Sudeste, Sul e Nordeste) preparatórias e de debate do texto base do 13º Congresso Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (13º Congresso da CONTAG).


 


As Plenárias Regionais tiveram a participação permanente e significativa dos(as) delegados e delegadas, na sala virtual, o que foi fundamental para o bom êxito do debate.


 


“Os(as) delegados e delegadas das Plenárias Regionais construíram o entendimento em relação a alguns pontos que estavam divergentes no caderno de texto, de forma que estamos indo para o 13º Congresso com bastante consenso”, destaca como um dos aspectos positivos do debate, o secretário de Finanças e Administração da CONTAG, Juraci Souto.


 


As Plenárias marcaram um passo importante para a realização do 13º congresso da CONTAG, permitindo que os(as) delegados e delegadas a partir das suas regiões compreendessem ainda mais sobre a diversidade e pluralidade da agricultura familiar brasileira.


 


“Avalio com muito êxito esse processo. O congresso certamente será representativo, unificado e fará um aprofundamento dos desafios colocados para a agricultura familiar do nosso Brasil continente”, pontua a secretária de Políticas Sociais da CONTAG, Edjane Rodrigues.


 


A secretária de Mulheres da CONTAG, Mazé Morais, destaca que “as Plenárias preparatórias para o 13ª Congresso da CONTAG, além de serem espaços democráticos, participativos e enriquecedores de conhecimento, ainda apontaram importantes caminhos que devem nortear os próximos passos do Sistema CONTAG em defesa das agricultoras e dos agricultores familiares”.


 


Além do debate dos temas do 13º Congresso da CONTAG, os(as) delegados e delegadas presentes nas Plenárias Regionais, avaliaram os rumos do Sistema Confederativo diante do atual cenário político do Brasil, que se agravou ainda mais com a pandemia que já provocou a morte de mais de 260 mil brasileiros e brasileiras. Temas como: a Campanha pela Vacina gratuita e para todos e todas Já, o Auxílio Emergencial de no mínimo R$ 600, a superação da fome e da miséria, a recolocação da pauta da agricultura familiar no debate do cenário nacional, a Década da Agricultura Familiar, a unidade interna e a unificação de ações com as centrais sindicais e outras organizações foram apontados como estratégicos na pauta de luta da CONTAG, das Federações e dos Sindicatos.


 


A análise sobre o atual cenário do país, contou com a colaboração da Direção da CONTAG, das Centrais Sindicais (CUT e CTB), além de estudiosos, de intelectuais, de professores(as) universitários(as), e de pesquisadores(as) da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ).


 


“Agradeço a todos que participaram das Plenárias Regionais dando suas contribuições e propostas no texto, inclusive apontando novos temas. O atual cenário do Brasil reforça a importância da unidade do Sistema CONTAG (Sindicatos, Federações e CONTAG), e para que façamos intervenções mais amplas na sociedade, com as centrais (CUT e CTB) e organizações da sociedade civil, pois só assim mudaremos essa realidade da política no país. Vamos enfrentar as dificuldades com esperança e confiantes na nossa capacidade de fazer a luta do e pelo campo brasileiro”, destaca o presidente da CONTAG, Aristides Santos.


 


O 13º Congresso Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CNTTR) será realizado de 06 a 08 de abril de 2021, com caráter temático e eleitoral, e de forma virtual, atendendo às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar o contágio e a proliferação da covid-19.


 


Vamos juntos(as) fazer um grande 13º Congresso da CONTAG!


 


FONTE: Comunicação CONTAG – Barack Fernandes