Artigo – Março Lilás por Rosângela Moura

12


O 08 de março, Dia Internacional da Mulher, é uma data cheia de significados para as mulheres do mundo inteiro, o dia foi marcado pela morte de 129 operárias têxteis em 1857 no EUA, reivindicavam a redução da jornada de trabalho e foram trancadas e incendiadas dentro da fábrica, a mando dos patrões. Fatos históricos como este, a morte de Margaridas Alves na Paraíba pelo latifúndio, entre outros nos mostra como a vida das mulheres ao longo da história é de resistência, coragem, luta e traz em seu bojo muito sofrimento, persistência, sonhos e conquistas numa perspectiva sempre de uma vida digna, sem discriminação e com o simples desejo de poder ser donas de suas vidas.


Por todas essas razões é que nós mulheres trabalhadoras rurais cearenses continuamos lutando pela transformação social, visando romper as barreiras impostas pelo patriarcado e capitalismo que se sustentam num falso fundamentalismo que oprime e destrói a vida e mesmo em meio a este cenário as mulheres ousam amar, lutar e sonhar com uma sociedade mais justa e igualitária, onde as pessoas em suas múltiplas diversidades possam conviver em harmonia, sendo o bem comum a essência do viver, seja no campo ou na cidade.


Neste Março Lilás as Margaridas cearenses estão em todos os recantos do Ceará mobilizando a 5ª Marcha das Margaridas convidamos a cada Sindicato, associação, assentamentos, conselhos, ONGs, grupo de mulheres e tantas outras esferas que as mulheres se juntam a se mobilizarem para realizar momentos de discussão, debate, planejamento, mobilização e articulação política para fortalecer a luta das mulheres rurais e urbanas. Reafirmamos a luta não só com comemorações pelo dia, mas com ações no enfrentamento da desigualdade de gênero, na promoção a consciência social, no enfrentamento a violência contra as mulheres e pela reforma política.


Em nome da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece) nossa homenagem a todas as mulheres e em especial as trabalhadoras rurais, que em aliança com outras de todas as cores, credos e etnias lutamos para construir um mundo com mais Democracia, Justiça, Autonomia, Igualdade e Liberdade como define a Marcha das Margaridas.


 


     Abraços feminista sindical


 


 


Rosângela Moura


Secretária de Mulheres da FETRAECE e


Coordenadora Estadual da Marcha das Margaridas no Ceará


 


 


Foto: Jornalista Janes P. Souza


____________________________________________________________________________


 


Arquivos para downloards