Anvisa aprova as vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca

8



 


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, por unanimidade, o uso emergencial da vacina Coronavac, da farmacêutica Sinovac, produzida no Brasil em parceria com o Instituto Butantan, e da vacina de Oxford/AstraZeneca, produzida no Brasil em parceria com a Fiocruz.


 


Durante a aprovação das vacinas, destacam-se os relatos da equipe técnica e diretores(as) da Anvisa sobre a seriedade nos processos de análise e aprovação das vacinas, como também reafirmaram que até o momento não há nenhum medicamento precoce para o tratamento da doença. Todos(as) foram unânimes: “a única forma de combater a pandemia será por meio da vacinação da população”.


 


A partir da aprovação das vacinas, a CONTAG espera que o governo federal, em conjunto com os governos estaduais, distrital e municipais, agilize o processo de vacinação contra a Covid-19 para toda a população brasileira. O Sistema Único de Saúde (SUS) é referência em vacinação da população em massa, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) e a rede de serviços do SUS se consolidaram no Brasil como excelência em campanhas de vacinação de outras doenças. Nesse sentido, não há mais desculpas para o governo federal não querer imunizar a população contra a Covid 19, a não ser que queira continuar insistindo no negacionismo da ciência.


 


Conforme divulgado neste domingo (17), o Butantan já tem 10,8 milhões de doses disponíveis para aplicação, enquanto a Fiocruz aguarda chegada do imunizante vindo da Índia, ainda sem data prevista, ou seja, não é suficiente para toda a população. A vacinação será iniciada nesta semana, mas a aplicação será destinada prioritariamente aos profissionais de saúde, pessoas idosas e indígenas.


 


Portanto, a pandemia não acabou! É fundamental reforçarmos os cuidados e a nossa luta para salvarmos vidas. #FicaEmCasa #FicaNaRoça na luta contra a Covida-19.


 


Diretoria da CONTAG


 


FONTE: Diretoria da CONTAG