Agricultura Familiar: um modelo de produção capaz de garantir segurança, soberania alimentar e nutricional

5


Esta comemoração, que teve início em 1981, é atualmente celebrada em mais de 150 países como uma importante data para consciencializar a opinião pública sobre questões relativas à nutrição e à alimentação.


 


A data corresponde também à fundação da FAO (Food and Agriculture Organization), Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura. 


 


Para a CONTAG a data é uma oportunidade de esclarecer que o acesso ao alimento é um direito de todos e todas. Portanto é inconcebível que ainda existam no mundo quase 1 bilhão de pessoas passando fome, sendo que a segurança alimentar e nutricional é assegurada como um direito humano em vários tratados internacionais, no que se refere a qualidade de vida. 


 


Portanto, neste dia a CONTAG, Federações, Sindicatos e a Coprofam (Confederação de Organizações de Produtores e Agricultores Familiares, Camponeses e Indígenas do Mercosul Ampliado), reafirmam a Agricultura Familiar como único modelo de produção capaz de garantir alimentação com segurança, soberania alimentar e nutricional, pois a segurança e soberania alimentar e nutricional é a possibilidade de todas as pessoas terem o acesso físico, social e econômico aos alimentos em quantidade suficiente para se alimentarem e de qualidade nutricional.


 


Assim, a Agricultura Familiar é apontada como uma das soluções para reduzir a fome no mundo pela sua enorme capacidade de produção alimentar das populações. 


 


Desta forma, a CONTAG, Federações, Sindicatos e a COPROFAM aproveitam a oportunidade de celebração do Dia Mundial da Alimentação para  reivindicar que o poder público viabilize políticas e programas que fortaleçam a agricultura familiar e camponesa no mundo. 


 


 


FONTE: Comunicação CONTAG