Debates, feira e chamada para a Marcha das Margaridas marcam segundo dia do 5º ENAFOR

4


 


Ainda bem cedo, a Feira Saberes e Sabores já estava lotada. Muitas delícias e artesanatos belíssimos da agricultura familiar foram vendidos, apreciados e fotografados por todos e todas que participam do 5º ENAFOR. Mas, a feira continua até quinta-feira (24).


 


O painel da manhã tratou de “Campo, Sujeito e Identidades” e contou com a contribuição de Socorro Silva, professora da Universidade Federal de Campina Grande e colaboradora da ENFOC, de Lázaro Dobri, deputado estadual do PT/RO, das vereadoras do Ceará Cláudia Virgínia e Conceição Patrício. Este painel destacou a importância do debate sobre projeto político e de desenvolvimento defendidos pelo movimento sindical e a denúncia sobre a retomada da concentração da riqueza e de terra no País. Também teve destaque a discussão sobre a importância de os Sindicatos, as escolas e as famílias também discutirem política para que seja possível elegermos mais representantes da classe trabalhadora, principalmente dos agricultores e agricultoras familiares.


 


O período da manhã foi encerrado com mística de chamada para a Marcha das Margaridas 2019, num momento forte de reafirmação da luta das mulheres e de convite para a participação de todas e todos na construção desta grande ação.


 


A tarde foi dedicada aos Grupos de Aprofundamento Temático. Foram 18 grupos simultâneos que discutiram questões que afetam os diferentes sujeitos do campo em suas especificidades.


 


Os grupos trataram de orçamento público, a construção de um projeto político para o Brasil, Feminismo, privatizações, reformas trabalhista e da previdência, desmonte das políticas públicas para a agricultura familiar, Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida, democratização da comunicação, violência no campo, criminalização dos movimentos sindical e sociais, sucessão rural, eleições e reforma política, entre outros temas.


 


FONTE: Comunicação do 5º ENAFOR